13 de mar de 2011

Fla x Flu!!

Hoje tem Fla-Flu no Engenhão.

O Fla x Flu, um dos maiores clássicos do futebol brasileiro, foi batizado pelo jornalista Mário Rodrigues Filho, de "O Clássico das Multidões".

Curiosidade:

O clássico detém o recorde mundial de público de partidas entre clubes: 194.603 espectadores, na final do Campeonato Carioca de 1963, vencida pelo Flamengo com um empate sem gols.

A Origem:

O primeiro duelo aconteceu no longínquo dia 7 de julho de 1912, e deu uma noção do que seria a história deste clássico. O resultado foi três a dois para o lado tricolor, que teve nove titulares vetados pelo departamento médico.

O primeiro gol da história foi marcado por E. Calvert(o primeiro na fila de baixo, da direita para esquerda), do Fluminense, com apenas um minuto de jogo. Deste inicio foi possível prever que a historia entre estes dois clubes seria marcado por grandes imprevisibilidades, de futebol alegre e ofensivo, festa de cores das grandes torcidas, e no caso,hoje, encerra a festa do carnaval carioca.

A ultima decisão:

Lembro muito bem do Fla-Flu de 1995, ano do centenário do Flamengo (enquanto clube, não como equipe de futebol) quando o Fluminense venceu por 3 a 2, com gol de barriga de Renato Gaúcho perante 112.285 espectadores.

Link para a matéria sobre este jogo de 1995: http://www.youtube.com/watch?v=wkLjbQ_6Hmc&feature=related

Duelo de 2011:

O primeiro deste ano entre as equipes, a responsabilidade do bom futebol caberá a dois camisas dez, Ronaldinho Gaúcho, que veem na luta para retomar o seu antigo futebol, pelo lado rubro-negro e pelo lado tricolor, Conca, o argentino que liderou a campanha do tricampeonato brasileiro, e, que na verdade joga com a camisa onze.

Não tem como imaginar um jogo sem gols, sem emoção, sem o talento sobressair perante o anti-jogo.

É isso o que sempre se espera de um Fla x Flu, que hoje infelizmente não terá o Maraca como seu palco, mas sim o Engenhão.

Então que os deuses do futebol iluminem o estádio no Engenho de Dentro e boa sorte às equipes, e que vença o melhor.

Estatísticas:

Número de jogos 379 Vitórias do Flamengo 134 Vitórias do Fluminense 121 Empates 124 Gols do Flamengo 558 Gols do Fluminense 515

12 de mar de 2011

Velha discussão!


E no ano de 2011 o futebol continua tendo velhas discussões.

A discussão da vez é sobre a arbitragem não saber utilizar a indicação dos acréscimos.

Esta semana presenciamos dois casos no futebol brasileiro, sendo um no jogo do Flamengo pelo Carioca contra o Bangu, e o outro foi no futebol gaúcho na decisão do primeiro turno, na emocionante partida entre Grêmio e Caxias.

Em ambos os casos a equipe grande acabou levando o “bicho”.

No Rio de Janeiro, o Flamengo ia empatando a partida, quando no ultimo segundo do jogo, aconteceu a polêmica.

A bola viajou pelo meio de campo e encontrou o pé de Wanderley que chutou a gol e o goleiro banguense realizou uma belíssima defesa botando a bola para escanteio. O lance seria legal, não fosse pelo detalhe de que já havia passado o acréscimo dado pelo juiz, de inacreditáveis cinco minutos.

Já no estado do Rio Grande do Sul, o Grêmio suava a camisa em pleno estádio Olímpico para empatar a partida contra o Caxias.

E o empate veio também aos cinqüenta minutos de jogo com o zagueiro Rafael Marques, resultado que levou aos pênaltis onde brilhou a estrela do goleiro gremista Victor.

Será que se estes acontecimentos fossem a favor de Bangu e Caxias os juizes iriam permitir tal situação?

Quando veremos um arbitro conseguir comandar uma partida com equilíbrio e usar as regras de jogo da maneira correta?

A discussão em torno do juiz de futebol não tem fim e isso alimenta a rivalidade entre os torcedores.

No entanto, gostaria de ver as “rodinhas de futebol” serem apenas sobre lances dos jogadores e, se conseguirmos esquecer o juiz do jogo, o futebol agradece.