11 de jun de 2011

Adeus e retorno.

O futebol brasileiro presenciou o adeus de um "fenômeno" e o retorno de um "rei".

De um lado, Ronaldo, do outro, Juninho Pernambucano.

Dois ídolos. Dois grandes jogadores.

Na despedida de Ronaldo, contra a Romênia, ficou faltando sensibilidade tanto por parte do Ronaldo, como da CBF.
A CBF não pode organizar uma despedida para um "fenômeno" do jeito que foi realizado em SP. O craque não poderia comparecer a sua festa do jeito roliço que compareceu.
Era melhor ter convidado a seleção de Honduras para a despedida. Se bem que esta seleção já venceu a nossa. Então esquece...
A Romênia tentou de todas as formas estragar a festa e só não obteve êxito porque o seu futebol está longe de ser como foi um dia, como nos tempos do Hagi e companhia.
Já a seleção brasileira só não passou vexame porque nossos jogadores ainda são capazes de alguns lampejos que estão no sangue brasileiro e a jogada que resultou no gol do Fred foi muito bem trabalhada. Mas a vida na Argentina, na Copa América será complicada e o título mais ainda! É bom nós torcermos para o PH Ganso voltar logo, logo.

Ronaldo não merecia sua despedida no Pacaembu para apenas 30 mil pessoas. O Santiago Bernabéu, ou o Maracanã , estádio históricos e grandiosos, mereciam ver o craque, ao lado de outros, como Zidane, Figo, Seedorf, Rivaldo e assim ter a festa merecida por tudo que nos proporcionou durantes estes anos de gols e dribles espetaculares.
Já no Vasco da Gama, em festa pela conquista inédita da Copa do Brasil, recheada de emoção e drama, a semana ainda teve um retorno de rei, ou melhor do reizinho.
Juninho Pernambucano, finalmente foi apresentado hoje na sede naútica do clube e deixou seus torcedores extasiados de tanta alegria neste inicio de mês.
A volta do idolo era aguardada desde o dia em que ele acertava com o Lyon e deixaxa orfãos os cruzmaltinos e aqueles outros que apreciam um futebol de qualidade, como o apresentado pelo craque de São Januário.

Infelizmente, Juninho, não conseguiu realizar na seleção brasileira nem 1/3 do que Ronaldo realizou mas ainda assim deixou a sua marca, um gol de falta, na Copa do Mundo 2006.
A sua volta aos campos brasileiros é otima para o nosso futebol e mais ainda para o futebol carioca, que aos poucos veem retomando o destaque no cenário nacional.

Seja bem vindo Juninho!

Obrigado por tudo e adeus Ronaldo!

23 de mai de 2011

Brasileirão 2011 - o inicio ou a volta?

O Brasileirão 2011 está em cena!


Para alegria de milhões de brasileiros neste país e também para os que moram no exterior.

Eis a minha opinião:

- O nosso futebol está entre os mais difíceis no Mundo.

- Infelizmente não agrada mais que o futebol inglês e o espanhol. E isso se dá porque o mercado brasileiro não tem condições de competir com o dinheiro europeu ou asiático. Mas está lutando e vem conseguindo aos poucos atrair jogadores de renome no futebol mundial. Temos como exemplo, o futebol carioca, e poder acompanhar craques como Deco, Felipe e Ronaldinho Gaúcho. O jogador do flamengo está na mira da imprensa e dos torcedores, sempre esperando algo de diferente no campo.

E parece que Ronaldinho Gaúcho, campeão mundial pela Seleção, finalmente começou a "dar o ar de sua graça" nos campos brasileiros. Nesta ultima partida, em Macaé, contra o Avaí, foi o diferencial para o Flamengo. Ronaldinho fez lembrar os "velhos tempos" de Barcelona, e assim presenciar um pouco daquele talento que faz a gente se perguntar:

"Como ele faz este tipo de coisa???"

São jogadas como o drible nas pernas do adversário e um toque na bola para o companheiro(detalhe: sem olhar!!), que fazem o torcedor brasileiro sonhar com a volta do futebol-arte.

É claro que estamos na 1a rodada e muita água vai rolar por debaixo desta ponte, mas acredito que com Neymar, Ganso, Lucas e Ronaldinho em campo teremos muitas alegrias na frente da TV ou nos estádios.

Estávamos carentes disso!!

E espero que em Dezembro volte a escrever sobre como o ano foi bom para a qualidade do nosso futebol e como o Brasileirão 2011 foi histórico.


13 de mar de 2011

Fla x Flu!!

Hoje tem Fla-Flu no Engenhão.

O Fla x Flu, um dos maiores clássicos do futebol brasileiro, foi batizado pelo jornalista Mário Rodrigues Filho, de "O Clássico das Multidões".

Curiosidade:

O clássico detém o recorde mundial de público de partidas entre clubes: 194.603 espectadores, na final do Campeonato Carioca de 1963, vencida pelo Flamengo com um empate sem gols.

A Origem:

O primeiro duelo aconteceu no longínquo dia 7 de julho de 1912, e deu uma noção do que seria a história deste clássico. O resultado foi três a dois para o lado tricolor, que teve nove titulares vetados pelo departamento médico.

O primeiro gol da história foi marcado por E. Calvert(o primeiro na fila de baixo, da direita para esquerda), do Fluminense, com apenas um minuto de jogo. Deste inicio foi possível prever que a historia entre estes dois clubes seria marcado por grandes imprevisibilidades, de futebol alegre e ofensivo, festa de cores das grandes torcidas, e no caso,hoje, encerra a festa do carnaval carioca.

A ultima decisão:

Lembro muito bem do Fla-Flu de 1995, ano do centenário do Flamengo (enquanto clube, não como equipe de futebol) quando o Fluminense venceu por 3 a 2, com gol de barriga de Renato Gaúcho perante 112.285 espectadores.

Link para a matéria sobre este jogo de 1995: http://www.youtube.com/watch?v=wkLjbQ_6Hmc&feature=related

Duelo de 2011:

O primeiro deste ano entre as equipes, a responsabilidade do bom futebol caberá a dois camisas dez, Ronaldinho Gaúcho, que veem na luta para retomar o seu antigo futebol, pelo lado rubro-negro e pelo lado tricolor, Conca, o argentino que liderou a campanha do tricampeonato brasileiro, e, que na verdade joga com a camisa onze.

Não tem como imaginar um jogo sem gols, sem emoção, sem o talento sobressair perante o anti-jogo.

É isso o que sempre se espera de um Fla x Flu, que hoje infelizmente não terá o Maraca como seu palco, mas sim o Engenhão.

Então que os deuses do futebol iluminem o estádio no Engenho de Dentro e boa sorte às equipes, e que vença o melhor.

Estatísticas:

Número de jogos 379 Vitórias do Flamengo 134 Vitórias do Fluminense 121 Empates 124 Gols do Flamengo 558 Gols do Fluminense 515

12 de mar de 2011

Velha discussão!


E no ano de 2011 o futebol continua tendo velhas discussões.

A discussão da vez é sobre a arbitragem não saber utilizar a indicação dos acréscimos.

Esta semana presenciamos dois casos no futebol brasileiro, sendo um no jogo do Flamengo pelo Carioca contra o Bangu, e o outro foi no futebol gaúcho na decisão do primeiro turno, na emocionante partida entre Grêmio e Caxias.

Em ambos os casos a equipe grande acabou levando o “bicho”.

No Rio de Janeiro, o Flamengo ia empatando a partida, quando no ultimo segundo do jogo, aconteceu a polêmica.

A bola viajou pelo meio de campo e encontrou o pé de Wanderley que chutou a gol e o goleiro banguense realizou uma belíssima defesa botando a bola para escanteio. O lance seria legal, não fosse pelo detalhe de que já havia passado o acréscimo dado pelo juiz, de inacreditáveis cinco minutos.

Já no estado do Rio Grande do Sul, o Grêmio suava a camisa em pleno estádio Olímpico para empatar a partida contra o Caxias.

E o empate veio também aos cinqüenta minutos de jogo com o zagueiro Rafael Marques, resultado que levou aos pênaltis onde brilhou a estrela do goleiro gremista Victor.

Será que se estes acontecimentos fossem a favor de Bangu e Caxias os juizes iriam permitir tal situação?

Quando veremos um arbitro conseguir comandar uma partida com equilíbrio e usar as regras de jogo da maneira correta?

A discussão em torno do juiz de futebol não tem fim e isso alimenta a rivalidade entre os torcedores.

No entanto, gostaria de ver as “rodinhas de futebol” serem apenas sobre lances dos jogadores e, se conseguirmos esquecer o juiz do jogo, o futebol agradece.