3 de jun de 2010

Memórias de Copa!

Agora é epóca de Copa do Mundo
O Mundo se curva a esse evento.
Será?
Em Israel parece que nem a Copa do Mundo consegue a paz temporariamente.
De quatro em quatro anos a cidade do Rio de Janeiro tem dois " Carnaval" e o ano acaba pela metade.
A cidade respira somente futebol e é o assunto em todos lugares, dos velhos botequins aos restaurantes grã-finos.
A minha lembrança mais antiga de Copa do Mundo, é infelizmente, a Copa da Itália de 1990, quando o Brasil, numa copa ridícula fez um papel... ridículo.
Aqueles jogos da 1a fase contra Costa Rica, Suécia e Escócia marcaram negativamente a Seleção na minha memória.
E nem o jogo contra a Argentina, quando fez o seu melhor jogo mudou a minha opinião, e olha que vi essa Copa com os olhos de um menino de 6 anos!
*************************************************************************************
O processo de 4 anos entre as Copas fez bem ao Brasil e craques que foram preteridos em 90, brilharam nos Estados Unidos, e a dupla de ataque, Bebeto e Romário, conseguiu levar uma Seleção pragmática e nada inspiradora ao inédito tetra mundial.
Entre os jogadores campeões estava o nosso atual técnico Dunga.
Aquela seleção ficou conhecida em ganhar uma Copa do Mundo sem encantar aos olhos dos apaixonados e foi copiada por muitos treinadores entre as equipes brasileiras e estrangeiras.
*************************************************************************************
Na França de 98, o futebol e a inspiração de todas seleções que fizeram parte desse mundial estavam em alta e o que se viu em terras francesas foi a melhor copa dos anos 90.
O Brasil contava com um time forte, com Taffarel e Aldair na zaga e terminando no ataque, Ronaldo e Romário. Seria a melhor dupla de ataque da Copa de 98, não tenho duvidas, e fica o meu lamento por ter acontecido o corte do Baixinho...
Ainda assim o Brasil conseguiu juntar Rivaldo ao Ronaldo e o time foi ganhando, crescendo e chegou na final contra a anfitriã, favorita.
Mas a Copa de 98 ficou no "SE" e o Brasil "SE" não tivesse Ronaldinho contundido(quando teve aquele famoso ataque epilético), teria conquistado o penta em Paris e veríamos a consagração de Dunga - jogador.
*************************************************************************************
O ano de 2002 ficou marcado pela Copa Asiática, unindo duas sedes pela 1a vez, Coréia do Sul e Japão deram show de organização e público, mas o futebol das 32 seleções ficou aquém do esperado, e o Brasil levou o penta de volta a terrinha sem maiores problemas.
E consagrou enfim a dupla Rivaldo-Ronaldinho, agora com a intrusa companhia de Ronaldinho Gaúcho.
A família Scolari, que incluía jogadores do estilo de - Vampeta, Anderson Polga,Luisão e Edílson, conseguiu através de muito trabalho a Taça do Mundo. E o que ficou marcado na lembrança dos torcedores foi novamente um corte de Romário da Seleção Brasileira, mas esta aconteceu na hora da convocação final, quando o seu nome não apareceu entre os 23 escolhidos. Fica o meu lamento aqui novamente por esta ausência.
*************************************************************************************
Já em 2006, a Taça já era nossa, o Hexa seria conquistada pelos fenômenos de audiência, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Roberto Carlos e Adriano, "SE"(olha ele aí novamente) a França não aparecesse pelo caminho e mostrasse ao Mundo que o Brasil era um time debilitado fisicamente com esses jogadores citados acima,fora de forma, e jogando no lixo um trabalho muito bem executado nos anos anteriores, com a conquista das Copas América e Confederações.
E realmente era o melhor elenco das últimas 4 copas, reunindo no mesmo grupo jogadores de alto nível. Só pra citar alguns- Juan , Lúcio, Cafu, Zé Roberto, Kaká e no banco de reservas-Juninho Pernambucano, Fred e Robinho.
Talvez isso tenha atrapalhado a preparação na Suiça, quando os treinos eram abertos e a ZORRA era Total!
Fiquei na esperança após a Copa da Alemanha, com a chegada de Dunga, um técnico novo no mercado.
A Seleção iria unir o útil ao agradável, um técnico com ideias novas e jogadores carimbados deixados de lado, porém o que vemos agora 4 anos depois, neste ano de 2010 é o retorno do futebol de 94.
Um grupo forte no conjunto, porém fraco no quesito inspiração e futebol tampouco encantador.
Mas ainda assim espero o HEXA sendo erguido pelo Lúcio, na 1a Copa do Mundo na África.

Um comentário:

  1. Minha primeira lembrança de copa do mundo, é a de 94, em 90 não me lembro de absolutamente nada; tinha só 4 anos.
    Acho que nossa geração, ficou um tanto mal acostumda assistindo 4 copas, vendo dois títulos e um vice; 2006 foi um baita susto. Como assim Brasil eliminado antes da final?
    Foi difícil ver isso... mas acontece no futebol...

    Eu espero e tenho fé no hexa de Dunga, na marra, na força, na defesa, na porrada!

    vamo que vamo!

    ResponderExcluir