11 de jan de 2010

Futebol x Guerra.

E no continente da Copa aconteceu um atentado terrorista contra a Seleção de Togo na Angola.
Os países africanos começaram a disputar a Copa Africana das Nações neste domingo, e mesmo antes da bola rolar os terroristas resolveram usar suas armas contra o esporte!
É um absurdo este ato terrorista e o governo de Angola está na obrigação de realizar,agora, uma Copa sem mais mortes.
Sim, porque os terroristas conseguiram fazer o que queriam,além das mortes, espalharam medo, chamaram a atenção e o governo togolês decidiu convocar a sua seleção de volta.
Nesta parte, não podemos deixar de concordar com a decisão de Togo e também pedir as outras seleções que façam o mesmo.
Porque deixar somente a Seleção de Togo de fora da Copa?
O atentado foi contra eles sim, mas será que os outros participantes não deveriam seguir Togo e pedir licença da competição?
Quem garante que as outras seleções não irão sofrer algum tipo de atentado ou que até o público está em risco?
O esporte não pode ser derrotado pela guerra, não pode ser curvar a esses terroristas!
Já vimos vários casos onde o esporte, ou o futebol conseguiu parar com uma guerra.
Este era um momento de enfrentar esses terroristas e não deixa-los como vencedores!
O que começou mal pode vir a terminar muito pior.
Vamos torcer para que a Copa Africana continue emocionante como foi o jogo de abertura entre a anfitriã Angola e a Seleção de Mali.
Um jogo incrível, um empate em 4x4, onde a Angola estava ganhando de 4(!) x 0(!) e deixou Mali empatar!

O futebol não poder perder pra guerra!

Nunca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário